"Este Parlamento terá que enfrentar isso em breve", diz senador sobre impeachment de ministros do STF

Há pouco, no plenário do Senado, o senador Styvenson Valentim (Podemos) pediu ao colega Marcos Rogério (DEM), que ocupava a tribuna, apoio para a CPI da Lava Toga — a lista de assinaturas do terceiro requerimento travou em 26, uma a menos que o necessário.

“Qual seria o limite do STF, se não for esta Casa? O que nós estamos aguardando para colocar neles o limite que eles ainda não têm?”, provocou Valentim.

O senador do DEM disse que tem “preocupações profundas” em relação ao tema. E, em seguida, defendeu a análise dos pedidos de impeachment de ministros do STF.

“Não considero a via das CPIs o caminho adequado para enfrentar essa matéria. O caminho para enfrentar os desvios não é a CPI. O instrumento próprio para controlar os excessos, os abusos, os crimes é o impeachment. Este Parlamento terá que enfrentar isso em breve. Será a primeira vez que o Parlamento vai colocar na pauta um processo dessa natureza.”

Rogério, correligionário de Davi Alcolumbre, presidente da Casa, acrescentou, criticando os togados:

“Descumpriu a Constituição, faltou com decoro, tem um caminho próprio: o impeachment.”

Assista:

Comentários

  • Márcio -

    Escolham: ou impeachment ou um cabo e um soldado, mas do jeito que está não pode ficar.

  • Fernanda -

    Onde estão os 27 senadores honrados, com ficha limpa, pra colocar pra frente a CPI da lava toga? E o Lula vai ser solto pelo STF, todo os processos da Lava Jato serão anulados por esse STF corrupto

  • Junio -

    Vamos ver se tem algum macho nesse Senado. Vai ser dificil. Sao todos calças frouxas

Ler 72 comentários