Ministro da Cultura cita Flip como exemplo de impacto econômico positivo

“Temos vários estudos e pesquisas demonstrando isso.””

Foi o que disse o ministro Sérgio Sá Leitão a O Antagonista sobre o impacto positivo do investimento federal em cultura, a fim de justificar a redistribuição de parte dos recursos inicialmente destinados à Segurança Pública para a sua pasta.

Para exemplificar, ele enviou um estudo – reproduzido abaixo – segundo o qual a edição de julho deste ano da Flip, a Festa Literária Internacional de Paraty, teve um impacto econômico total de quase R$ 47 milhões, geração de mais de R$ 17 milhões de renda e de 1.349 empregos, além de R$ 4,71 milhões em tributos.

As 4 razões do ministro da Cultura

Temer equilibra distribuição de recursos entre Segurança, Esporte e Cultura

O “defeito” de Marun

Comentários

  • Justino -

    Consideração de premissas? Não sabem o quanto foi realmente investido, ou seja, custou? Isso é gozação?

  • É -

    que o Ministro quer justificar sua pasta através de um evento que pode ser custeado pelo setor público sem dificuldades... ou seja, insignificante perante o montante ($) de um Ministério... não justifica nem a existência do próprio Ministério... que precisa (urgentemente) ser repensado e modificado!

  • Giusti -

    E tem mais, por que cargas d'água um evento d um segmento do mercado privado precisa ser financiado com dinheiro público? Os livros não serão comercializados? O dinheiro da venda irá para o governo por um acaso? Palhaçada. Então q se faça a Festa dos Panos de Prato Pintados à Mão. Dá no msmo.

Ler 23 comentários