A Semana em 5 Pontos: A reforma vai começar a andar. E a CPI da Lava Toga?

Diego Amorim nos conta, em cinco pontos, os principais destaques da semana (também em vídeo, clicando abaixo):

1) Jair Bolsonaro está nos Estados Unidos. Na terça-feira, ele tem encontro marcado com Donald Trump, na Casa Branca.

Entre os acordos que poderão ser assinados entre os dois países, está o que permite aos americanos usar a base de lançamento de foguetes de Alcântara, no Maranhão.

Na comitiva de Bolsonaro, estão os ministros Paulo Guedes e Sergio Moro.

2) Até quarta-feira, a equipe econômica de Jair Bolsonaro enviará ao Congresso o texto da aposentadoria dos militares.

Com isso, a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, primeira parada da reforma da Previdência, deve finalmente começar a debater o tema.

3) O deputado Felipe Francischini, presidente da CCJ, vai escolher o relator da reforma da Previdência na Câmara.

Deputados do PP e do DEM estão cotados para a função. Franschini diz que chegará a um nome após consultar Rodrigo Maia e lideranças do PSL, partido de Jair Bolsonaro.

4) No Senado, Alessandro Vieira vai protocolar um requerimento para tentar, pela segunda vez, criar a chamada CPI da Lava Toga.

O senador, do PPS de Sergipe, já tem o número de assinaturas suficientes, mas aguarda a definição de outros colegas, incluindo petistas que vão se reunir nesta segunda-feira para discutir a questão.

Na primeira tentativa de instalar a CPI, o pedido acabou sendo arquivado depois que três senadores retiraram suas assinaturas.

5) Ainda no Senado, a CPI de Brumadinho vai começar a funcionar, elaborando um plano de trabalho.

No plenário, governadores devem participar de uma sessão temática para tratar da reforma da Previdência e do pacto federativo.

De resto, ficaremos atentos às movimentações no Ministério da Educação e sempre de olho no STF.

Bom dia e boa semana.

Assista:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Rômulo disse:

    Essa Lava Toga é delírio. Judiciário e Legislativo estão se protegendo. Pode esquecer.

Ler comentários
  1. Roberto disse:

    "O mercado acima de tudo, e os bancos acima de todos!!!"

  2. OBSERVADOR🇧🇷 disse:

    Para ser ministro do STF não precisa ser Juiz

  3. Otao disse:

    2. Acooorda anta ANTA! A reforma da Previdência é quase tão complexa como una Carta Magna mas em compensação é muito mais-de-mais subjetiva que a Carta Magna. Só Constituinte p/ encarar.

  4. Ronald disse:

    Foco na reforma, foco na reforma, foco na reforma... esperar uns dois tres meses não mata ninguém. Querem destruir o governo. Sabem que sem reforma entra-se em colapso. O objetivo é este. Destruir.

    1. "Conhecereis a voracidade dos bancos, e ela vos esfaimará!"

    2. I) Bem posto por Ronald. O JB tem que ser DEFENESTRADO pois não tem condições de TRABALHAR. Pessoalmente é um inútil na chefia do Executivo/DF. Brasil está acéfalo de líder.

  5. Waldemar disse:

    #STF, quem mandou matar a #LavaJato? A #LavaToga, quando será instalada?

  6. Otao disse:

    3. Todos parlamentares serão ATROPELADOS (= tratorados) nas bases regionais. O cabos-eleitorais INFLUENCIARÃO os parlamentares. Esperto será o parlamentar q/ FICAR DE FORA das mexidas.

    1. Exato. Parlamentar escaldado tem medo de reforma fria. A maioria que apoiou a do Temer não foi reeleita.

  7. Carlos disse:

    É só expor os ATOS espúrio de certos juízes do stf que na verdade não são juízes, a CPI já vai atingir seus OBJETIVOS

  8. Rachid disse:

    Não há reforma sem igualar todos. Milicos, inclusive.

  9. Roberto disse:

    "Conhecereis a ganância dos bancos, e ela vos empobrecerá!"

  10. Otao disse:

    4. País n/ aguentará quatro anos com um de mente INÚTIL no cargo presidente! País REBULIÇARÁ se JB n/ conseguir distinguir cargo de função. Tolerar "baixo-clero 28 anos" é dose-pra-mamute.

  11. Otao disse:

    5. Não fazer reformas p/ parlamentares é mero caso de tanto-faz-como-tanto-fez. Nas bases municipais-regionais os cabos eleitorais vão querer saber tintim-por-tintim sobre reformas.

  12. Otao disse:

    6. Decisão de tocar reformas será assumida - pelo parlamentar - junto às bases municipais-regionais e não em corredores de palácios e LEG/DF. Parlamentares vão tremer-perninha diante queixumes.

  13. HAROLDO disse:

    O Flávio Bolsonaro não assinou nem o primeiro nem o segundo pedido de CPI da LAVA TOGA. Isso cheira mal. Vamos cobrar isso diariamente!!! VERGONHA!!!!

  14. Willians disse:

    6) Flávio Bolsonaro ainda não assinou o requerimento da CPI da Lava Toga, alguém já descobriu o por quê ???

  15. Otao disse:

    7. Os círculos mais chegados dos parlamentares se inteirarão de absurdos e privilégios no atual sistema INJUSTO e ELITISTA. Daí os cabos-eleitorais IMPEDIRÃO a participação nas mexidas.

  16. edson disse:

    Senador Rodrigo Pacheco, de Minas Gerais, também não assinou. Anastasia sempre foi capacho de Aécio Neves. Na próxima eleição eles serão cobrados! O eleitorado mudou e eles não entenderam!

    1. II) Edson poderia pensar mais. O eleitor em geral dos confins de Estados e Municípios acompanham a política quando parlamentares visitam locais. Brasileiro não assiste TV nem lê sobre política.

  17. Otao disse:

    8. O presidente JB não cativou o eleitorado p/ ADMINISTRAR problemas e soluções do país. O JB induziu ÓDIO ao LulaA&PT; ódio n/ sustenta apreço ao eleito; no máximo odiar gera maus-maus.

  18. Otao disse:

    9. É de lamentar que CRUSOÉ não assuma uma "ideia" de assembleia Constituinte. Abriria uma janelita para surgirem opiniões. Desde que bem delimitada sabe-se que "opinião não prejudica".

  19. Otao disse:

    10. ANTA q/ trate de se acostumar com alta probabilidade de NÃO HAVER REFORMA. O Guedes quer "reforma do TRILHÃO para dez anos". Ora ora, isso é pretensão de mente tri malucolhão.

  20. Roberto disse:

    Bolsonaro poderia liderar pelo exemplo, abrindo mão de suas duas aposentadorias precocemente obtidas.

    1. III) Não deixariam alguém abrir mão de suas aposentadorias para "inciar um processo na sociedade". O cara que tentasse seria "esfaqueado" simbolicamente em bonecos nas praças.

  21. Otao disse:

    11. Para o país sair do buraco-sem-fundo QUE FOI GERADO NO PERÍODO 2003-2018

  22. Otao disse:

    12. P/ sair do buraco-sem-fundo "cavado" de Lula&PT e, faceiramente tolerado pela sociedade brasileira, não nasceu a pessoa q/ consiga liderar reformas daí só se for por Constituinte.

  23. Afonso disse:

    Segundo o presidente do Senado Davi Alcolumbre NÃO!Já se mostrou a favor do STF declarando que isso criaria problemas, será que o problema seria o STF julgar os processos engavetados de SENADORES??

  24. Otao disse:

    13. Errãozão do Guedes e seus anteriores foi/é anunciar "solução pro Estado". Ninguém leva em conta pois a lógica foi/é/será sempre "fod@-se o Estado". Deveria propor saída para geraçõ

  25. Otao disse:

    14. Caso mensagem pró reformas fosse "salve-se nossos descendentes" aí surgiria pergunta "todo mundo vai ajudar na salvação?". Óbvio q/ militares e juízes AÍ SIM perderiam diferenciais.

  26. wilson disse:

    ouço e vejo o noticiário, que inveridicamente dizem que a reforma dos militares, vai passar a contribuição de 30 para 35 anos. isto está errado, sou militar da reserva e já contribui por 45 anos

  27. Otao disse:

    1. AAANTA a se fazer anta? NÃO HAVERÁ REFORMA! Militares, juízes, promotores, polícias militares e funcionários VÃO EMPERRAR. Somente assembléia Constituinte bancará everéstica empreitada.