VÍDEO: Grevistas invadem salas na UnB e constrangem professores

Na tarde de ontem, um grupo de alunos da Universidade de Brasília invadiu salas de aula para impedir que professores continuassem tentando ensinar a quem quer aprender.

Estudantes interromperam aulas dos cursos de administração e de engenharia, constrangendo colegas e professores — alguns foram até empurrados. O grupo alegava que a instituição está em greve.

Pelo menos um boletim de ocorrência foi registrado.

O Antagonista teve acesso ao desabafo de um professor, que relatou o episódio à Reitoria dizendo que a tal greve “foi imposta por uma minoria barulhenta e inexpressiva”.

Assista ao vídeo abaixo:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 89 comentários
  1. Nunca deixo de ficar espantado com a capacidade dessa turma de reunir tanta gente feia, pouco chegada a banho, tanta moça de grelo duro e miolo mole, tanto moçoilo, digamos, pouco sério. Impressionante!

  2. EU DIRIA : QUERO VER QUAL É O MACHO , A FEMEA , O NAO BINARIO, O BINARIO, O TRANSSEXUAL , O HETERO, O HOMOSSEXUAL , A LESBICA , O SEJA LÁ O QUE FOR…..QUE VAI ME TIRAR DA SALA DE AULA . TENTA A SORTE , PQ O AZAR É CERTO.

  3. Pesquisem para saber quem é Márcia Abrahão, atual reitora da UnB. O Antagonista deu uma pequena mostra sobre o perfil dessa senhora: https://www.oantagonista.com/sociedade/reitora-da-unb-eleita-com-o-apoio-pt-e-disciplina-golpe/#comment-1937823

  4. Tem que chamar a polícia e mandar meter o cacete nessa minoria baderneira.
    Só podia ser a turma de humanas, bandidos travestidos de alunos. Por essa é que sou a favor de extinguir os cursos de humanas das universidades públicas.

  5. Isto é para quem ainda tem dúvida sobre votar na direita. Só um resgate da moral e dos princípios éticos salva este país. E numa sociedade ética, quem agir como terrorista vai pagar, seja com a expulsão do espaço público (universidades por exemplo) ou seja cumprindo pena, em caso de violência.

  6. “Minoria barulhenta e inexpressiva”? !!! Ôpaaaa…. mas não é a cara do Brasil atual?
    E isso acontece em todos os setores da sociedade, com bandidos vermelhos que infectaram os sindicatos, movimentos sociais, grêmios estudantis, etc etc.

  7. …TROMBADINHA, TROMBADÃO, ARRASTÊRO, ARRASTÈRA E ARRASTÃO
    =
    QUE COISA MAIS FEIA…
    CENA de FILME DE TERROR.
    =
    PELÍCULA DIRIGIDO PELA GAÚCHA MARIA DO HORRORÓRIO
    e
    PROTAGONIZADO pelo seu ELENCO BANDOLÊRO CONTRATADO.
    =
    ALIÁS,
    “PRÊMIO CHE QUÉVARA de OURO” para o ATOR PRINCIPAL
    ====
    ====
    POIZÉééé, MiniFede Orelho Collor de Melo…
    …tempos estranhos nestes tristes trópicos, mesmo !

  8. Ingressei em 2015 na UnB e até hoje não passei um único semestre sem greve, o primeiro local a fechar é a biblioteca ( e na minha opinião, isso diz muito sobre a instituição e as pessoas que trabalham lá).. No ultimo dia 26 nos tiraram da biblioteca igual cachorro, gritando, em uma universidade as pessoas não podem estudar. O negócio é fumar maconha e fazer greve. A greve de alunos é uma das coisas mais ridículas que vocês podem imaginar. Um grupo de aproximadamente 8 alunos fecha um departamento inteiro e fica lá jogando baralho e fumando maconha. E todos que são contra essa palhaçada são considerados fascistas.

  9. JA PASSOU DA HORA DOS ALUNOS QUE QUEREM ESTUDAR, QUE FAZEM JUS AO DINHEIRO DO CONTRIBUINTE, QUE PAGA UMA UNIVERSIDADE PUBLICA CARESIMA, PEITAR ESSES BANDIDOS, QUE NAO ESTUDAM E AINDA IMPEDE QUER QUER DE FAZE-LO!

  10. Uma certeza: nenhum aluno de concurso de alta concorrência presente. Por isso a necessidade de ACABAR com os chamados cursos de nada com coisa nenhuma, aqueles que não geram NENHUMA riqueza para o país.
    UNIVERSIDADE PRAGMÁTICA JÁ.

    1. CONCORDO PLENAMENTE! SAO SEMPRE OS MMS, QUE PULAM DE CURSO EM CURSO PRA NAO SEREM JUBILADOS E CONTINUAR MAMANDO E FAZENDO ARRUAÇA DENTRO E FORA DA SALA DE AULA! SAO FIGURAS CARIMBADAS, QUE TODA A UNIVERSIDADE JA CONHECE!

  11. Se esses ditos “alunos” pretendem se impor pela truculência e pela violência, o Estado tem todo o direito de proceder da mesma forma, para garantir os direitos da maioria, frente a uma minoria terrorista.
    Não há possibilidade de diálogo, somente a repressão mais violenta resolve.

  12. A respeito dessa “greve”, aprovada por uma minoria atoa, não podendo nem ser chamado de greve estudantil pq estudantes não produz nada só consome. Tbm sou aluno da unb e essa assembleia foi decidida por uma minoria que não quer nada, pois os alunos do meu curso estão doidos para terminar logo e fica uns atoa, proibindo aula para ter direito a aula, e a respeito do RU não tem como continuar esse preço de anos atrás

  13. O que o socialista Cristovam Buarque tem a falar sobre esses marginais travestiros de “alunos”? Será que a federalização da educação vai ajudar a des-destroutinar os jovens ou vai apenas acelerar a imbecilização dos mesmos? Algum dos candidatos da esquerda e sua adjacência tem algum comentário a respeito?

  14. Senhor General , com todo respeito gostaria de fazer uma observação a um de seus últimos pronunciamentos. As universidades , Hoje, abrigam sim uma pelegagem petista que é minoria. Querem se impor como maioria mas não o são. A maioria quer ter seu trabalho bem feito e respeitado. Mas a propaganda não deixa mostrar o que se passa. Por favor, observem mais de perto. Este vídeo é uma amostra do que vem acontecendo pelo país. Obrigada.

  15. Esse é o resultado da invenção de colocar cotista sem mérito para eliminar o preconceito…
    Grande eliminação do preconceito expor que só com cota se entra na universidade. Depois, ainda passam a vergonha de “militar” porque o professor usou um termo “opressor….”
    Nunca que meu filho pisará numa universidade brasileira!

  16. A coisa está complicada. Já tivemos líderes estudantis melhores, pelo menos em se expressar. Achei a pachorra do professor fora do comum. Eu viraria as cosas e sairia da sala. Ninguém tem obrigação em assistir e ouvir aquilo. Aliás, no passado, tivemos um líder estudantil que se preparou mal para o futuro – agia igual a estes de Brasília -, só aprendeu a criticar e à custa disso se elegeu prefeito duma cidade do Rio e agora é senador. Uma pessoa muito mal educada, que tumultua o tempo todo – provavelmente por falta de argumentos – e que desonra a história do senado. Precisa dizer quem é?

  17. Os jovens fascistas de esquerda querem destruir as Universidades Públicas,
    uma garotada acostumada ao autoritarismo, impor suas vontades no peito,
    na intimidação. Os estudantes e professores democráticos devem reagir aos fascistas
    e seus arroubos de valentia sabidamente covardes, sempre na mesma moeda e
    recuperar as Universidades Públicas do domínio do partido único de um pensamento só.

  18. Saudades do tempo em que não existiam essas campanhas em favor do politicamente correto e o bom e velho ostracismo era prática comum… Podem dizer o que quiserem, podem chamar de “bullying” etc., mas em outras épocas, essa veadinho e sua patota seriam devidamente ridicularizados, levariam logo um bom corretivo e rapidinho cortariam esse cabelo ensebado e essa barba imunda e aprenderiam a se portar feito gente e respeitar seus pares na sociedade se quisessem serem ouvidos, em vez de fazerem balbúrdia e aporrinharem a aqueles que querem estudar ou trabalhar. É justamente por isso que os japoneses são tão educados – lá o câncer do politicamente correto não chegou. Aqui, por outro lado, pode-se tudo, e ficamos reféns dessa malta de vagabundos.

    1. Militarizando algumas escolas, investindo nas escolas já militares, aprovando o projeto “escola sem partido”, reformando o currículo escolar, enxotando Paulo Freire e o marxismo cultural, enfim. essas e outras coisas. O problema da educação está longe de ser de investimento, no cerne da questão.

  19. Pior de tudo é que estas excrescencias estão lá de graça pagas com o dinheiro suado dos impostos tirando o lugar de quem quer realmente ser alguém na vida e não tem chances. Os vermes para se darem bem sempre modificam o meio ambiente que vira uma m. E.rda

  20. Essa é a parte visível do estrago resultante da politica dos 13 anos do PT no poder e outros partidos coligados. Não roubaram somente os cofre públicos. O maior estrago foi na cultura brasileira, no nosso modo de viver, no aumento da criminalidade, na tentativa de destruição da família e seus valores através grupos esquerdistas agressivos impondo suas ideologias no grito e no incentivo as drogas e aborto.
    .
    Por sorte o Brasil é pais de maioria conservadora que finalmente está a lutando para expulsar a ponta pé a esquerda do Brasil.

  21. Curioso é a PASSIVIDADE daqueles que TALVEZ gostariam de aprender algo dentro da sala de aulas.
    É vergonhoso como uma “galera” manipulada fala em sobrevivência…
    Acredito que na próxima pesquisa da OCDE ultrapassaremos os 80% de estudantes universitários analfabetos funcionais.

  22. Expulsem esses vagabundos da UNB que estudam com dinheiro dos nossos impostos e ainda fazem baderna. Filinhos de papai vagabundos e sem vergonhas que iriam pra cadeia se a lei fosse observada nessa república escrota.

  23. Isso mesmo miga! Professores como o João só querem assegurar as garantias de seus privilégios, não lecionam a matéria, somos diuturnamente torturados com suas lições de formação de criminosos e terroristas como, por exemplo, as negociatas de Aécio, o modus operandi de compra e venda da jurisdição, ingerências em inquéritos e processos judiciais, administrativos e policial. Os estudantes têm de deixar os livros para fazer contagem de cadáveres de Campos, Chapecoense, Marielle…Nem no esporte podemos relaxar sem ter aula de como funcionam os esquemas na CBF, nos clubes, armações das confusões e pancadaria em campo… POR QUE ESTUDANTES FEMININAS TÊM QUE SER ENVOLVIDAS EM ASSUNTOS DE FUTEBOL? Grrrrrrrr SÃO JANUÁRIO, NÃO É SÓ O VASCO QUE É FREGUÊS! #MeuProfessorHannibal #EscolaSemPartido

    1. Jânia Paula não vi ou li em seu comentário você relatar sobre a maior ORCRIM do país, quiçá do mundo (PT). Seu líderes, seus tesoureiros e integrantes da alta cúpula estão presos e vem mais prisões por aí!!! Seja mais inteligente e saia dessa seita!!!!

  24. É cansativo dizer, mas são sempre eles… os “estudantes que não estudam”. Filhinhos de papai, comunistas de condomínio fechado, a maioria da área de humanas que viram universitários só pra encher o s@co e fumar maconha…

  25. Numa democracia, os alunos que quisessem fazer greve a fariam, e os que não quisessem continuariam assistindo às aulas. Na “democracia” esquerdista, os grevistas se acham no direito de intimidar os outros para impor autoritariamente a sua vontade. Isso é violência, é lei da selva. Ou o poder público corta as asinhas desses vagabundos, ou vai ficar cada vez mais atraente a ideia de um presidente que libere o porte de armas, para que os alunos possam ir à faculdade armados como um último recurso para ter o seu direito de estudar respeitado.

  26. É nesse momento que se deve colocar fogo nos grevistas.
    Quando eles não se contentam em parar.
    Quando eles querem obrigar os outros a parar também.
    Isso só se resolve com tortura pesada.

  27. Mas essa chinelagem que vai viver de fazer pulseirinha de couro em alguma esquina da vida NÃO pode falar alto contra o direito à educação.
    Cassete nesses cretinos!
    Como que aquela coisa passou no vestibular da UNB? Será que é fruto das benditas “cotas”!?!?!

  28. Na minha época, a uns 30 anos atrás, ainda na época dos militares, havia respeito dentro da sala de aula. Usavamos uniforme onde até a meia era padronizada. Banho tomado, cabelos escovados e ao chegar na escola ficavamos em fila para hastear a bandeira do Brasil com a mão no peito. Tinhamos aulas de educação moral e cívica e religião.
    Bons tempos.

  29. Houve um tempo (ainda no século XX) que greve de estudantes chamavam a atenção e provocavam debates reais na sociedade. Hoje niguém se importa, o que acontecerá se a UNB ficar dez anos em greve? NADA!

  30. Esse é mais um problema a ser enfrentado. Uma minoria barulhenta – que sempre foi apoiada pelas Reitorias das UF – impõe sua vontade e impede a normalidade do funcionamento da instituição. Os demais professores e alunos que não pactuam com a baderna agora podem se posicionar porque terão apoio da população e, se Deus quiser, da Polícia.

  31. O cara é irmão do Jean Willys ? É bem parecido . Pode- se ter dúvidas quanto à isso , mas uma coisa é certa , são os inúteis das humanas. Estas porqueiras de universidades devem com muito atrazo ter intervenção e a expulsão destas bicheiras que se arrogam em importância. Não contribuem com nada então são descarte.

  32. Como podem aceitar um vagabundo desse, tá na cara que é estudante “profissional” um merda desse tudo que ele deseja é uma GREVE. Sai dali, direto pro barzinho ao lado da faculdade, enche a cara de cerveja, fuma um baseado, e vai dar o ku no banheiro. Cadê o reitor dessa espelunca?

  33. Cara…, o garoto que braveja é um bicho feio e aparentemente sujo. Os alunos de matérias sérias deveriam é ter dado uma meia dúzia de sopapos nesses bandidos e os colocado para fora.

  34. “Em 5 de agosto, numa escola feminina não muito longe dali [Beijing], registra-se o primeiro de muitos casos de morte por tortura. A diretora, cinquenta anos de idade e mãe de quatro filhos, é chutada e pisoteada por um bando de meninas da Guarda Vermelha, que em seguida cobrem-na com água fervente. Ordenam-lhe que carregue pilhas de tijolos para lá e para cá: – Fascista! Reacionária! Toda vez que tropeça, apanha de cinto, com fivela na ponta; ou de vara, cravejada com pregos. Não demora muito a tombar e morrer”.
    http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/flavio-gordon/2018/05/02/dor-de-viver-como-os-pais-o-fantasma-de-maio-de-1968/

  35. Desculpem-me a ignorância, pois não sou vagabundo drogado metido a intelectual de esquerda: estudantes em greve? Como assim? No meu tempo, não existia carteira assinada e INSS para estudantes.

    Daqui a pouco, essa turma que fica impedindo os outros de efetivamente trabalharem e estudarem vai pedir aposentadoria… Vergonha alheia…

  36. Por que todo porta-voz em qualquer vídeo de protestos esquerdistas universitários tem que ser gay como Jean Wyllys? Não conseguiu tomar piroca com seus colegas, tá todo nervosinho…