VÍDEO – Palocci diz que mesmo ‘modus operandi corrupto’ foi aplicado para duas MPs

No depoimento que prestou mais cedo na Justiça Federal, Antonio Palocci comentou sobre um ‘modus operandi’ envolvendo o lobista Mauro Marcondes, velho amigo de Lula, e a aprovação de medidas provisórias de interesse do setor automotivo.

Uma MP foi aprovada em 2009; Em 2013, outra MP renovou os benefícios daquela para o setor automotivo – especialmente para as montadoras Caoa e Mitsubishi.

Tudo indica que Lula ajudava o amigo para que, quando precisasse, o amigo ajudasse Lula. No caso em questão, a ajuda foi o repasse de parte do que o lobista recebeu por seus ‘serviços’ ao filho do ex-presidente.

Tudo indica também que Luleco mentiu à PF quando disse ter recebido o dinheiro de Marcondes em troca de uma consultoria esportiva – que ele copiou e colou do Google.

O inimigo número 1 de Sergio Moro. Leia AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 17 comentários
  1. A delação premiada é ótima. É o próprio espírito do capitalismo. Uma motivação egoísta favorece todo um povo pela condenação de um bandido. O padeiro egoísta fornece o pão a toda socieda

    1. Foi assim que “distribuiu renda” para os pobres do Brasil. Endividando-os! Quando essa agiotagem vai acabar Srs. Congressistas?

  2. Essas medidas provisórias para beneficiar os biliardários do setor automotivo, quebraram uma pá de pequenos comerciantes do setor de usados e resultou numa infinidade de desempregados na época…

    1. Foi assim que “distribuiu renda” para os pobres do Brasil. Endividando-os! Quando essa agiotagem vai acabar Srs. Congressistas?

    2. Quebraram. O Brasil inteiro! A Globo não mostra a bolha de inadimplência de assalariados e aposentados. Não foram só essas MP’s!

    1. Lewandowsky deu Habeas Corpus de Ofício ao Luleco. “Esse menino nunca disse que o STF era uma vergonha, porisso merece um HCO”.