A Semana em 5 Pontos: Brasília esvaziada com eleições a caminho

A Semana em 5 Pontos: Brasília esvaziada com eleições a caminho
Arte: O Antagonista

Diego Amorim nos conta, também em vídeo, os principais destaques desta semana, em cinco pontos:

1) Caso Flordelis

Após ser bastante pressionado, Rodrigo Maia decidiu marcar reunião da Mesa Diretora para tentar avançar com o processo que pode resultar na cassação da deputada Flordelis (PSD), acusada de ter mandado matar o próprio marido. A reunião foi convocada para terça-feira.

A Mesa Diretora deverá decidir por encaminhar ao Conselho de Ética o relatório do corregedor da Câmara, Paulo Bengtson (PTB), pela cassação da deputada, entregue no último dia 1º.

2) Lula quer reduzir pena

Também na terça-feira, a Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) julga recurso de Lula contra condenação no caso do triplex. O ex-presidente quer reduzir a pena, de 8 anos e 10 meses, fixada pelo STJ em abril do ano passado.

No Supremo Tribunal Federal (STF), os ministros poderão julgar nesta semana a constitucionalidade de revistas íntimas de mulheres em penitenciárias.

3) Enfrentamento à Covid-19

De volta ao Congresso, a Câmara poderá votar na quarta-feira um projeto de lei que defende o uso de R$ 177 bilhões depositados em fundos federais
para financiar o combate à pandemia de Covid-19.

A ideia é usar os recursos para pagar o auxílio emergencial, dar apoio a estados e municípios e promover ações de saúde e de incentivo ao emprego e à renda.

As votações na Câmara, porém, estão sendo obstruídas. No Senado, esta semana será de recesso branco.

4) Reunião do Copom

Na economia, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central se réuna pela penúltima vez em 2020.

O Copom decidirá sobre a taxa básica de juros da economia, e Selic, que está atualmente em 2% ao ano.

No Congresso, se conseguirem vencer a obstrução, deputados poderão votar requerimento de urgência ao projeto do Executivo que moderniza o marco legal do mercado de câmbio.

5) Salles x Ramos

De resto, vamos monitorar os bastidores da briga pública entre os ministros Ricardo Salles (Meio Ambiente) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo), para saber se, de fato, o episódio é página virada.

E continuaremos de olho nas eleições municipais, destrinchando os cenários nas capitais.

Bom dia e boa semana.

Diego Amorim e equipe

Leia mais: O Centrão quer dominar sua 'casa'. Entenda como
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 2 comentários
TOPO