A Semana em 5 Pontos: o que importa é a vacina

A Semana em 5 Pontos: o que importa é a vacina
Arte: Matheus Castro

Diego Amorim nos conta, também em vídeo, o que esperar desta semana, em cinco pontos.

1) Vem, vacina

Mais de 40 países já começaram a vacinar a população contra a Covid-19.

No Brasil, não há vacina autorizada, nem data certa para o início da campanha de imunização. Ontem, em nota, o Ministério da Saúde negou uma declaração de Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro, de que seriam divulgadas nesta segunda-feira as datas da vacinação no país.

O governador em exercício do Rio, Cláudio Castro, disse no fim de semana que a vacinação começa ainda em janeiro em todo o estado.

2) E as seringas?

Enquanto a vacina não vem, o Brasil se aproxima da marca dos 200 mil mortos pela doença e o governo tenta se apressar para ter as condições básicas para iniciar a campanha.

O Ministério da Saúde enviou um pedido para que o Ministério da Economia restrinja a exportação de agulhas e seringas, para não faltar esses materiais para nós, brasileiros.

O pedido foi atendido e, conforme portaria publicada no último dia de 2020, a exportação de seringas e agulhas passou a precisar de uma “licença especial”.

3) Eleições no Congresso

Após as festas de fim de ano, devem se intensificar nos próximos dias as negociações em torno das eleições internas no Congresso.

Na Câmara, o embate é entre Arthur Lira e Baleia Rossi, o candidato do grupo de Rodrigo Maia. A esquerda aderiu ao grupo de Baleia, mas fez uma série de exigências e ainda pode lançar candidatura própria no primeiro turno — para vencer a eleição, são necessários 257 votos entre os 513 deputados.

No Senado, o cenário é um pouco mais incerto, mas já existe uma certa polarização entre o grupo de Davi Alcolumbre e o MDB, que tem a maior bancada da Casa e quer voltar ao comando do Congresso.

4) Recesso do Judiciário

O Judiciário seguirá em recesso ao longo de janeiro e nós iremos continuar acompanhando as decisões do plantão.

Lula, como temos noticiado, tenta obter na Justiça Federal as mensagens roubadas da Lava Jato. Ricardo Lewandowski já autorizou o acesso, mas o juiz de plantão da 10ª Vara Federal negou o pedido, por não ter condições de separar as mensagens em meio ao recesso. Lewandowski deve endurecer a ordem nesta semana.

5) A resistência de Trump

Virou o ano e Donald Trump continua com dificuldade de aceitar a derrota nos Estados Unidos.

O Washington Post divulgou trecho de uma ligação na qual Trump pressiona o secretário de Estado da Geórgia a “encontrar” votos a seu favor.

De todo modo, na próxima quarta-feira, Mike Pence deve declarar no Congresso formalmente Joe Biden vencedor do pleito de novembro do ano passado.

Bom dia e boa semana.

Diego Amorim e equipe

Leia mais: Em pouco mais de um mês no STF, o ministro Kassio Marques se alinha à ala anti-Lava Jato.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO