ACESSE

A SEMANA EM 5 PONTOS: PSL briga, Bolsonaro viaja e STF decide

Telegram

Confira os principais destaques da semana em 5 pontos:

1) A semana começa com o PSL em guerra.

O ainda partido do presidente da República está rachado e não há sinal algum de que isso vá se resolver nos próximos dias.

A ala mais ligada a Jair Bolsonaro não desistiu de trocar a liderança do partido na Câmara. No fim de semana, deputados trocaram acusações e insultos.

2) Bolsonaro embarcou para a Ásia e para o Oriente Médio.

O presidente vai visitar o Japão, a China, a Arábia Saudita, o Qatar e os Emirados Árabes.

Sua comitiva só retornará ao Brasil no próximo dia 31.

3) Enquanto o PSL briga e o presidente diz que não tem nada a ver com isso, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, será ouvido amanhã, terça-feira, na Comissão de Transparência do Senado.

A oposição, liderada por Randolfe Rodrigues, vai cobrá-lo explicações sobre o laranjal do partido em Minas Gerais.

4) Com a liberação de emendas parlamentares e a partilha da cessão onerosa combinada, o Senado deve, enfim, concluir nesta terça-feira a votação da reforma da Previdência.

Trata-se da votação definitiva, em plenário, em segundo turno.

Com a aprovação, a reforma poderá ser promulgada. A estimativa é de uma economia de 800 bilhões de reais em 10 anos.

5) De resto, vamos ficar de olho na nova sessão da CPI do BNDES destinada a votar o relatório final.

E, claro, acompanharemos de perto a continuidade do julgamento, no STF, sobre a prisão de condenados em segunda instância.

Bom dia e boa semana.

Assista ao vídeo:

Ouça também em podcast

O caminho mais seguro para entender a posição do STF sobre a prisão de condenados em 2ª instância. SAIBA MAIS AQUI

Comentários

  • Valdemir -

    Só não enxerga quem não quer: Brasil em chamas.

  • Coroinha -

    Serão possíveis os ... bom dia e boa semana?

  • Jurandy -

    O país virado de cabeça para baixo com tantas coisas pendentes e relevantes, e este cara viajando com sua comitiva. Nunca mais voto neste cara, que agora virou amiguinho do Toffoli.

Ler 4 comentários