ACESSE

A SEMANA EM 5 PONTOS: Previdência aqui, canonização lá

Telegram

Diego Amorim (também em vídeo abaixo) nos conta o que esperar da semana.

1) A semana começa com os senadores não muito dispostos a concluir a tramitação da reforma da Previdência.

O calendário que previa votação definitiva, em segundo turno, na primeira quinzena de outubro pode acabar mesmo sendo alterado.

Como temos noticiado, senadores cobram solução no impasse que envolve a cessão onerosa, além de emendas e um melhor tratamento por parte do governo.

2) Na terça-feira, haverá nova sessão do Congresso Nacional.

Desta vez, deputados e senadores devem votar os vetos presidenciais às regras que afrouxaram a lei eleitoral.

Um dos pontos vetados por Jair Bolsonaro é o que prevê o retorno da propaganda partidária gratuita no rádio e na televisão.

3) Ainda no Legislativo, a Câmara poderá votar na terça-feira o projeto que amplia o porte de armas, além da proposta que regulamenta a securitização da dívida ativa da União, dos estados e municípios.

4) No STF, a Segunda Turma poderá julgar na terça-feira o ex-ministro Geddel Vieira Lima e seu irmão, o ex-deputado Lúcio Vieira Lima, pelos crimes de associação criminosa e lavagem de dinheiro.

Trata-se do caso dos 51 milhões de reais em dinheiro encontrados num apartamento de Salvador.

No TCU, na quarta-feira, o plenário poderá analisar o parecer do ministro Raimundo Carreiro sobre o leilão da cessão onerosa.

5) De resto, Vamos acompanhar as tentativas dos partidos de se reposicionarem.

O MDB elegeu seu novo presidente ontem, domingo: o deputado federal Baleia Rossi assumiu o comando da legenda no lugar de Romero Jucá.

No PSDB, João Doria e outras lideranças têm optado cada vez mais por se distanciarem do governo Bolsonaro.

Além disso, vamos ver quem formará a comitiva de políticos que, com dinheiro público, embarcará para o Vaticano, a fim de participar, no domingo, da canonização de Irmã Dulce.

Bom dia e boa semana.

Ouça também em podcast

"O Supremo não tem podido dar à sociedade brasileira a segurança jurídica, que é seu dever primordial." LEIA AQUI

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 8 comentários