Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Advogado alerta para 'golpe' da quarentena: "Não pode passar"

Marcelo Knopfelmacher disse que impedir juízes e integrantes do MP de disputar eleição é "desrespeito com todos os brasileiros"
Advogado alerta para golpe da quarentena: “Não pode passar”
Reprodução

Marcelo Knopfelmacher, advogado de ex-integrantes da Lava Jato, gravou um vídeo no qual faz um alerta sobre o que chamou de “golpe” que deputados estão tramando para retomar a quarentena de juízes e integrantes do Ministério Público na conclusão da votação do novo Código Eleitoral, prevista para hoje.

O assunto, como temos noticiado, já havia sido encerrado na semana passada, quando, em plenário, a maioria dos parlamentares decidiu retirar o tema do texto-base.

Knopfelmacher afirmou ser muito grave que a emenda aglutinativa apresentada pelo líder do PP, Cacá Leão, para tentar retomar o assunto tenha unido duas emendas que não têm qualquer relação com o assunto da quarentena.

“Isso é um golpe e essa proposta não pode passar de forma alguma. Isso realmente é um acinte e, de fato, um desrespeito com todos os brasileiros. Não podemos permitir que isso passe de forma nenhuma.”

O advogado disse também que estabelecer eventual quarentena é medida “absolutamente discriminatória”.

“Você não pode afastar juízes e promotores da vida política, se eles desejarem, colocando prazo de cinco anos [para quarentena]. É uma tremenda discriminação, sob o pretexto de que eles [juízes e promotores] têm algum protagonismo no debate público. Que protagonismo é esse? Porque estão expostos? Porque suas opiniões podem estar mais expostas? Como se cantores e apresentadores também não tivessem [exposição]…”

Assista:

Mais notícias
TOPO