Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Bolsonaro abandona entrevista na Jovem Pan após pergunta sobre rachadinha; assista

Muito irritado, presidente disse que não aceitaria 'provocação' de André Marinho, que não se referiu explicitamente a seus filhos, e saiu do programa Pânico
Bolsonaro abandona entrevista na Jovem Pan após pergunta sobre rachadinha; assista
Foto: Reprodução, Twitter

Jair Bolsonaro fugiu de uma entrevista ao vivo em um dos meios de comunicação mais desavergonhadamente bolsonaristas do Brasil —a Jovem Pan— depois de ouvir uma pergunta sobre rachadinha.

A pergunta foi feita pelo humorista André Marinho, participante do programa Pânico e filho do empresário Paulo Marinho, que apoiou o atual presidente na campanha de 2018 e hoje é seu desafeto.

“Eu tenho uma denúncia muito mais importante aqui (…), de uma prática que está acontecendo direto no meu Rio de Janeiro (…). São vários deputados nos seus gabinetes, PSB, PSOL, PT, que ‘tão’ ali roubando a torto e a direito salário de assessor e botando no próprio bolso. Desviando dinheiro público”, começou Marinho.

“O PT, inclusive, é o campeão desse ranking de peculato. Então, presidente, eu te pergunto: rachador tem que ir pra cadeia ou não?”, prosseguiu o humorista.

Muito irritado, Bolsonaro respondeu: “Ô, Marinho, você sabe que eu sou presidente da República. Eu respondo sobre meus atos, tá OK? Então não vou aceitar provocação tua”. E depois, num tom de voz alterado: “O teu pai é o maior interessado na cadeira do Flávio Bolsonaro! Não vou discutir contigo!” (Paulo Marinho é suplente do 01 no Senado).

Em seguida, depois da intervenção de Adrilles Jorge —ex-BBB e um dos maiores bajuladores do presidente no programa— e de uma discussão entre Marinho e Jorge, Bolsonaro levantou-se e foi embora. Pelo seu Facebook, ainda foi possível ouvi-lo dizer: “Se o Marinho entrar na tela mais uma vez, eu vou embora. Acabou”.

Aparentemente, o presidente fará de tudo para fugir dos debates em 2022.

Clique abaixo para assistir ao momento da fuga de Bolsonaro.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO