Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Juiz não é acusador, e acusador não é juiz, bem como não se devem fazer prejulgamentos"; assista

A afirmação foi feita por André Mendonça, ex-AGU indicado por Bolsonaro a uma vaga no STF, durante a sabatina na CCJ do Senado
“Juiz não é acusador, e acusador não é juiz, bem como não se devem fazer prejulgamentos”; assista
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

André Mendonça disse há pouco que “juiz não é acusador, e acusador não é juiz”. Segundo ele, a preservação de direitos e garantias fundamentais é essencial para os membros Judiciário. 

A afirmação foi feita durante sua sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. O ex-AGU foi indicado por Jair Bolsonaro a uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF).

“A preservação dos direitos e das garantias fundamentais se revela ainda mais indispensável pelos membros do Poder Judiciário, em especial pelos ministros da Suprema Corte do país. Juiz não é acusador, e acusador não é juiz, bem como não se devem fazer prejulgamentos”, disse.

Assista:

Mais notícias
TOPO