Quem lucrou milhões com a troca na Petrobras?

Quem lucrou milhões com a troca na Petrobras?
Foto: Reprodução/O Antagonista

Em entrevista ao Papo Antagonista, o ex-diretor da Comissão de Valores Mobiliários Otavio Yasbek detalhou os procedimentos de investigação da entidade, que fiscaliza o mercado de capitais.

A CVM abriu uma apuração sobre uma operação suspeita com opções de venda da Petrobras feita minutos antes da troca no comando da estatal. A operação rendeu mais de R$ 16 milhões de lucro a um investidor.

A suspeita é de que ele tenha se beneficiado de informações privilegiadas.

Yasbek afirmou que, diante da repercussão, a CVM provavelmente deu início a uma investigação sobre o caso antes mesmo de ser provocada.

Ele lembrou que, no mundo todo, as operações de bolsa estão sujeitas a um sigilo bancário. Por isso, não é possível identificar, de imediato, os responsáveis pela transação.

No Brasil, a bolsa consegue identificar o cliente final e, assim, comunicar à CVM para fazer análises mais eficientes sobre os casos individualmente.

Segundo Yasbek, em alguns casos, o sigilo precisa ser quebrado.

“Essa é uma regra muito importante no mercado brasileiro que já nos ajudou em muitos momentos de crise. O sigilo precisa ser afastado em caso de determinadas investigações.”

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO