Senador do Podemos tentará furar acordo para buscar o comando da CPI da Covid

Senador do Podemos tentará furar acordo para buscar o comando da CPI da Covid
Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Como noticiamos ao longo do dia, houve um acordo entre a maioria dos integrantes da CPI da Covid para a definição da cúpula da comissão.

Por esse acordo, que precisará ser oficializado na primeira reunião da CPI, na semana que vem, o senador Omar Aziz (PSD) será o presidente, Randolfe Rodrigues (Rede) assumirá a vice-presidência e Renan Calheiros (MDB) ficará com a relatoria.

Eduardo Girão (Podemos), um dos 11 titulares da CPI, no entanto, antecipou a O Antagonista que furará esse acordo para tentar disputar a presidência com Aziz.

Existem rumores de que foi feito um acordo, de que está tudo certo para a presidência e para a relatoria. Mas eu acredito que o anseio da população brasileira precisa ser atendido”, disse Girão, em vídeo que será divulgado logo mais nas redes sociais do senador.

Girão afirmou que “existe uma tradição” no Senado de que autores de requerimentos de CPIs assumam o comando das comissões. Ele é autor do pedido da CPI que mira estados e municípios e que levou Rodrigo Pacheco a admitir que “fatos conexos” ao pedido inicial, de Randolfe Rodrigues e que foca no governo federal, também poderão ser investigados.

“É muito importante que a gente não deixe essa CPI ter uma conotação político-partidária visando 2022. Isso não é correto com o povo brasileiro.”

Girão, que se declara “independente”, rejeitando a pecha de “bolsonarista”, defendeu que a CPI faça uma “análise técnica e imparcial” dos fatos.

Assista:

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO