Vídeo: Flordelis entra em sessão da Câmara e pede ajuda da bancada feminina

Vídeo: Flordelis entra em sessão da Câmara e pede ajuda da bancada feminina

Sem se inscrever para participar, a deputada Flordelis (PSD) entrou há pouco na sessão virtual da bancada feminina e pediu ajuda para se livrar do processo de cassação.

Segundo as investigações policiais, Flordelis mandou matar o próprio marido.

A sessão debatia a violência política contra as mulheres nas eleições deste ano.

“Quero dar parabéns a todas que já falaram, com muita força, muita determinação. E eu venho aqui, na verdade, nesta reunião, pedir a todas as deputadas e amigas… O que está acontecendo comigo agora, neste período da minha vida, é uma violência muito grande contra mim, por ser deputada federal, por ter sido eleita com quase 200 mil votos no Rio de Janeiro.”

Ela continuou:

“Houve um crime na minha casa. O processo andou em sigilo absoluto. Passei a ter acesso há uma semana. Quem tem acesso vê que as acusações contra mim não têm nada a ver, são acusações absurdas. Eu não cometi tal ato, tal crime. E agora querem tirar o meu direito de parlamentar, querem cassar o meu mandato. Eu queria pedir o apoio das mulheres, que me ajudem. Eu vou conseguir provar minha inocência, que, de fato, eu não cometi tal ato. A bancada feminina não vai se arrepender de me apoiar.”

Há pouco, como registramos, a juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, de Niterói, determinou o monitoramento eletrônico da deputada Flordelis e o recolhimento noturno entre 23h e 6h.

Assista:

Leia mais: Exclusivo: o objetivo secreto do 'inquérito do fim do mundo' do STF
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 30 comentários
TOPO